Os perigos da Dieta Cetogênica sem orientação nutricional

Dieta não é sinônimo de regime e internet não é sinônimo de orientação
nutricional.
Existem vários motivos para o qual se restringe a ingestão de determinados alimentos (assim como o açúcar para o diabético ou o leite para quem tem alergia a sua proteína) mas o que leva a pessoa a buscar em sites, normalmente é o objetivo da perda de peso rápido e sem esforço. Estipular um cardápio milagroso não está ao clique da mão. Está em um estudo sério da composição alimentar e seus benefícios x malefícios.
A dieta cetogênica deve ser prescrita por um profissional e deve ser feita de
acordo com a sua indicação.
Mas o que é a Dieta Cetogênica?
Esta dieta é indicada para quem sofre de epilepsia pois ajuda a controlar e prevenir convulsões. É utilizada também para o tratamento de câncer pois como as células cancerígenas se alimentam de carboidrato ela é eficiente justamente por eliminar a ingestão deste nutriente.
Com a eliminação dos alimentos ricos em carboidratos e mantendo os ricos em proteínas, ela acaba funcionando também para a perda de peso pois o organismo passa a utilizar a gordura do próprio corpo já que o carboidrato que vem da alimentação foi cortado. Aí que mora o perigo de quem faz o uso indiscriminado desta dieta confiando apenas em informações soltas na internet ou dicas de terceiros.
Além dos benefícios da dieta cetogênica para o tratamento da epilepsia, estudos apontam que ela tem sido eficiente também para outros casos como: doença cardíaca, Alzheimer, Parkinson, Síndrome do ovário policístico, Lesões cerebrais e Acne.

Alerta para os efeitos colaterais

Como em toda dieta, existe um período de adaptação do organismo e na dieta cetogênica não seria diferente. Pode ser mais recomendado fazer a restrição do carboidrato aos poucos nas primeiras semanas. Assim o seu corpo vai se habituando a queimar mais gordura antes de eliminar completamente os carboidratos. Como dito no início, a dieta Cetogênica geralmente irá resultar na perda de peso mesmo que este não seja o objetivo.
Adaptar o corpo a esta nova alimentação pode no início apresentar alguns efeitos colaterais como:
Falta de energia;
dificuldade de concentração;
sensação de fome;
problemas de sono;
náuseas;
tonturas;
dor de cabeça;
desconforto digestivo;
diminuição do desempenho do exercício
sintomas parecidos aos da gripe.

Sinal vermelho – alimentos que você deve evitar
Alimentos açucarados: Refrigerantes, suco de fruta, bolo, sorvete, doces, etc.
Grãos ou amidos: Produtos à base de trigo, arroz, massas, cereais, etc.
Fruta: Todas as frutas, exceto pequenas porções de bagas como morangos.
Leguminosas: ervilhas, feijões, lentilhas, grão-de- bico, etc.
Tubérculos: batata, batata doce, cenoura, etc.
Alimentos com baixo teor de gordura: Estes são altamente processados e muitas vezes contém muito carboidratos.
Alguns condimentos ou molhos: Estes, muitas vezes, contêm açúcar e gordura insalubre.
Gorduras insalubres: Limite a ingestão de óleos vegetais processados, maionese, etc.
Álcool: Devido ao seu teor de carboidratos, muitas bebidas alcoólicas podem tirá-lo da cetose.
Sinal verde – alimentos que você pode ingerir
Carne: Carne vermelha, bife, presunto, bacon, frango e peru.
Peixe gordo: Como salmão, truta, atum e cavala.
Ovos: Prefira os orgânicos.
Manteiga.
Queijo de Kefir: Queijo não processado (cheddar, cabra ou mussarela).
Nozes e sementes: Amêndoas, nozes, sementes de abóbora, sementes de chia, etc.
Óleos saudáveis: Principalmente azeite virgem extra, óleo de coco e óleo de abacate.

Abacate.
Vegetais Low-Carb: A maioria dos vegetais verdes, tomates, cebolas, pimentas, etc
Condimentos: Você pode usar sal, pimenta e várias ervas e especiarias saudáveis.

Comendo fora
Manter a dieta cetogênica para quem almoça na rua não é difícil porque os
restaurantes self-service sempre oferecem grande diversidade no cardápio.
Lembrando sempre da importância do acompanhamento profissional antes de
iniciar qualquer tipo de dieta.

Fonte:
https://drjulianopimentel.com.br/artigos/dieta-cetogenica- guia-para- iniciantes/
https://www.tuasaude.com/dieta-cetogenica/

Deixe um comentário